Coluna de: Dr. Fábio Ravaglia - Ortopedia e Saúde

Dr. Fabio Ravaglia comemorou o sexto ano de aniversário Projeto Cidadania – Caminhadas com Segurança no Domingo, 19 de junho de 2011
No festejo dos seis anos do Projeto Cidadania – Caminhadas com Segurança. Contou-se com a apresentação da banda e do coral da Guarda Civil Metropolitana e foi feito  uma homenagem, muito especial ao dr. Cassio Ravaglia, cuja carreira profissional inspira vidas de médicos, estudantes e pacientes.
Nestes seis anos, o Projeto Cidadania – Caminhadas com Segurança, principal ação do Instituto Ortopedia & Saúde, vem avançando em sua missão de levar conhecimento sobre saúde para a população e incentivando a prática da atividade física para melhorar a qualidade de vida. No último ano, o Instituto Ortopedia & Saúde ampliou seus trabalhos marcando forte presença na internet com o lançamento do TV Saúde (www.tvsaude.org.br), um site com programas que tratam de procedimentos médicos a vídeos que registram as nossas caminhadas aqui no parque Trianon. O Projeto Cidadania – Caminhadas com Segurança ampliou o atendimento prestado à população, levando a feira de saúde e a caminhada para o parque Alfredo Volpi. Aqui no parque Trianon, passamos a contar também com novos serviços: a quick massagem e o Colégio Inaci, nosso parceiro para os exames, tem trazido o teste rápido para detectar a hepatite C. Os resultados do projeto, em números, são bastante expressivos: 72 edições, 29.000 atendimentos, 36 horas de caminhada, 324 quilômetros percorridos, 174 palestras realizadas e 11.000 caminhadores. Estamos empenhados em oferecer cada vez mais serviços gratuitos para mais pessoas.
Quando começamos com a nossa caminhada, aqui no Parque Trianon, praticamente não havia atividades nesse espaço para a população. Ficamos contentes em ver não só o nosso projeto crescer e beneficiar mais pessoas como motivar a presença de outros, com outras atividades.
A caminhada sempre foi o nosso foco principal – acreditamos e divulgamos o máximo possível os benefícios desse exercício para a saúde e bem estar físico e mental.
Agradecemos a todos os participantes e a todos que de alguma maneira contribuíram para estes seis anos de evento.
A brilhante jornada do dr. Cassio Ravaglia
A jornada do dr. Cassio Ravaglia é brilhante e sempre ilumina os caminhos de todos os que com ele convivem. O dr. Cassio Ravaglia é clínico geral e endocrinologista. Professor, o dr. Cassio Ravaglia escreve uma história de sucesso com muito estudo e trabalho. Está entre os pioneiros em sua especialidade médica. Contribuiu para a elaboração do hormônio de crescimento para portadores de deficiências. Trouxe para o Brasil a inovadora solução do emprego de pâncreas artificial para tratamento de diabéticos. Realizações reconhecidas pela comunidade científica brasileira e internacional. Quero me ater mais a seu lado humano para o desempenho profissional.
A trajetória profissional do dr. Cassio começou há algumas décadas. Desde os tempos de estudante de medicina, ele já estava preocupado em contribuir para a sociedade. Ingressou no movimento estudantil no início dos anos 1950, quando era aluno da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, e foi presidente da Juventude Universitária Católica, a JUC, em 1951, com a instituição da Missão Cadáver, pela primeira vez lá celebrada em homenagem aos que doam seus corpos para o estudo anatômico. Quando se formou em 1952, fez residência médica no Hospital das Clínicas, também da USP. No maior hospital da América Latina, permaneceu atuante de 1959 a 1987. Foram quase trinta anos entre as atribuições didáticas e assistenciais, liderando médicos residentes e atendendo pacientes internados ou em consultório, que se tratavam e contribuiam para o avanço de pesquisas científicas desenvolvidas pela instituição. Lecionou na Faculdade de Medicina da USP, de 1955 a 1987, formando milhares de médicos especialistas, em cursos de clínica médica e endócrino-metabologia. Também deu aula na Escola de Enfermagem da USP de 1960 a 1968. Foi professor titular na Faculdade de Medicina de Londrina e na Faculdade de Medicina da PUC, em Sorocaba. Ministrou cursos de especialização e para doutorado em endocrinologia e metabologia e expandiu seu conhecimento levando os temas para fóruns e conferências no Brasil e no exterior.
O dr. Cassio Ravaglia integrou equipes dos mais importantes hospitais da capital paulista: Gastroclínica (agora hospital professor Edmundo Vasconcelos), Santa Catarina, Samaritano, Igesp e Evaldo Foz, onde foi diretor clínico. Foi um dos fundadores da Interclínicas, em 1964 e 1965, com um grupo de colegas dos hospitais Samaritano e Osvaldo Cruz. Hoje integra o corpo clínico do hospital Osvaldo Cruz.
Na Associação Paulista de Medicina e na Associação Médica Brasileira, foi delegado para as assembléias, por diversos mandatos, sempre em defesa da medicina liberal, da relação médico e paciente e da dignidade profissional do médico.
Há também registros de seus pensamentos culturais, cívicos e políticos em livros, revistas e jornais. Escreveu inúmeros textos em defesa da renovação moral e cívica do país, em defesa da monarquia como forma de governo para o Brasil, por ocasião do plebiscito de abril de 1993. Foi presidente do Conselho Monárquico do Estado de São Paulo, de 1991 a 1993. A proposta monárquica obteve 7,3 milhões de votos.
Com os doutores Paulo A. A. Galvão, H. Shibata, G. Hoxter, Lício M. de Assis, integrou o primeiro grupo no Brasil a produzir hormônio de crescimento humano e aplicá-lo com sucesso em deficientes humanos nos anos 1960.
O dr. Cassio Ravaglia é pioneiro no Brasil a estudar o comportamento metabólico e causal da obesidade, na primeira clínica médica do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo, na equipe liderada pelo professor Antonio B. de Ulhôa Cintra.
Recebeu o título de doutor pela USP, defendendo, em 1973, tese de doutorado com o tema Jejum em Obesidade.
O dr. Cassio Ravaglia foi o primeiro cirurgião a empregar no país um pâncreas artificial, o Biostator, trazido da clínica Mayo, de Rochester, nos Estados Unidos, em diabéticos graves, no Hospital Gastroclínica. Os resultados foram apresentados no congresso da Sbem (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia), em 1984, em Canelas, no Rio Grande do Sul.
O dr. Cassio Ravaglia criou e é fundador e chefe do Ambulatório de Obesidade, que mais tarde deu origem ao Grupo de Obesidade e Doenças Metabólicas do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.
Seus estudos e conhecimentos obtidos com a prática e dedicação à medicina foram publicados em quase 80 títulos.
Recebeu o Prêmio Diogo de Faria, pela Associação Paulista de Medicina, em 1970, com W. Nicolau e outros pelo estudo sobre níveis plasmáticos de hormônio tiroideano.
Menção honrosa com monografia sobre “A importância do médico clínico geral”, conferido pela Abrange em 1996.
Membro honorário do hospital Alemão Osvaldo Cruz, desde 1996, por relevantes serviços prestados.
Projeto Cidadania
Caminhadas com Segurança
31 de Julho
28 de Agosto
25 de Setembro
30 de Outubro
27 de Novembro
18 de Dezembro
 
Pizzaria Moraes

TV Bixiga News

TV BIXIGA NEWS

Entrevistas, comerciais, notícias e acontecimentos do bairro...

CLIQUE AQUI PARA ASSISTIR

Fotos Históricas

Última Edição