Coluna de: Pr. Dr. Eli Fernandes de Oliveira - Palavra e Vida

A Bíblia contém diversos princípios que nos fornecem orientação com relação às finanças. Faço questão de relacionar alguns deles, quem sabe, os principais, aos quais Loren Conningham se refere em seu livro Fé e Finanças. São verdades fundamentais que se aplicam a experiência de todos nós.
O primeiro princípio é não se preocupar com dinheiro. Aliás, sabemos que é uma ordem bíblica não nos preocuparmos, conforme ensino de Jesus no Sermão do Monte. E é interessante como Jesus repete esse mandamento nesse sermão. Vale a pena ler Mateus 6:25-34 e o Salmo 37 cuja mensagem principal é: não nos preocupemos com dinheiro.
Segundo princípio: acertar as prioridades. A Bíblia ensina que há de ser prioridade buscar o reino de Deus e sua Justiça. Se outra qualquer coisa ocupa o primeiro lugar em nosso pensamento, então isto se converte em principal interesse a influenciar nossas emoções e todas as decisões que tomamos. Se Deus ocupar o primeiro lugar em nós, tendo ou não dinheiro, nosso olhar e esperança estarão voltados para Ele e não para a conta bancária.
Muitas vezes, a preocupação que demonstramos com relação ao dinheiro revela a que é que estamos dando prioridade.
Terceiro princípio: ser diligente e responsável. O fato de buscarmos o reino de Deus em primeiro lugar não nos autoriza a sermos irresponsáveis com relação às finanças. A Bíblia não só afirma que o diligente dominará, conforme Prov. 12:24, como também que todos nós temos de trabalhar e assim prover o nosso sustento (I Tss 4:11 e II Tss 3:10). Somos
responsáveis pela nossa família, e até temos de cuidar dos pais idosos (I Tm. 5:4). Visto dessa forma, podemos compreender que, antes do mandamento do descanso no sétimo dia (Êx. 20:10), há o que o precede: "seis dias trabalharás e farás toda a tua obra" (Êx. 20:9).
Pr. Eli Fernandes
 
megaron edecora

TV Bixiga News

TV BIXIGA NEWS

Entrevistas, comerciais, notícias e acontecimentos do bairro...

CLIQUE AQUI PARA ASSISTIR

Fotos Históricas

Última Edição