Coluna de: Dr. Fábio Ravaglia - Ortopedia e Saúde

Final do dia, que cansaço! Mas qual é o motivo da sensação de fadiga? Excesso de atividade pode ser um deles, mas isso é ocasional. Muitas vezes, é a má postura que pode trazer dores e fadiga ao corpo. Coluna arqueada, ombros caídos e pescoço inclinado são os pontos principais a iniciar problemas que causam reclamações. “Estou carregando o mundo nas costas”, dizem. As posturas adotadas, algumas desde quando se é criança, podem ter vícios imperceptíveis para a própria pessoa, mas que acabam fazendo mal à saúde, além de não favorecer o visual.
A boa postura harmoniza as partes do corpo parado ou em movimento. Adotar a postura correta depende, principalmente de vigilância. Em pé, sentado, deitado ou andando é importante lembrar de manter a coluna reta e o pescoço alinhado a ela. Ao alinhar o pescoço, com os ombros bem posicionados, a cabeça fica no lugar, as omoplatas fogem da chamada “posição de asas”, deixando as costas sem estes ossos aparentes. Um segredo para manter ossos e músculos da coluna em seus devidos lugares é lembrar que o umbigo é o centro do corpo e que ele deve sempre ficar para dentro, com a musculatura ao redor presa. Quem larga esta parte do corpo acaba pecando para manter a estrutura corporal devidamente posicionada e incentivando o aumento da pança. Coluna e pescoço no lugar certo é o primeiro passo para todos os movimentos, inclusive para o repouso. Outra dica é imaginar que um fio, no alto da cabeça, está puxando o corpo.
No mundo moderno, o ser humano fica boa parte do dia sentado. Esta é a posição para estudar, trabalhar, viajar e até para diversas atividades de lazer. Dores no pescoço e nos ombros são bastante comuns. As dores surgem principalmente por má postura ou tensão, advinda do estresse. Nos dois casos, a musculatura se contrai, com isso, o fluxo de sangue se reduz na região, que fica dolorida. Alguns movimentos ajudam a aliviar a tensão e lembram como estas partes do corpo estão permanecendo fora de eixo. Por exemplo: mexer o pescoço para frente, para trás, e de um lado para outro para perceber se ele está com alguma inclinação inadequada. O encosto da cadeira deve manter a região lombar apoiada – uma almofada pode ser utilizada se a cadeira não for ajustável.
Prestar atenção na coluna ao deitar e ao dormir, mantendo-a sempre reta. Na cama, a melhor posição é de costas, com a barriga para cima. Travesseiros devem apoiar o pescoço e facilitar o alinhamento da cabeça com a coluna, portanto, o tamanho varia de pessoa para pessoa. Para deitar, primeiro sente-se e coloque o tronco de lado no colchão para, depois, subir as pernas. Para levantar, vire-se de lado e sente-se. Quem é idoso, precisa evitar fazer isto rapidamente, porque pode ter tontura e cair.
Andar parece tão natural, mas se a coluna não estiver bem, fica mais difícil. A posição ereta é própria da natureza do ser humano, então, cuide para a musculatura não despencar. Firme os ombros e a coluna, levando a cabeça no lugar exato, e deixe fluir os movimentos coordenados de pernas e braços. Não é o caso de jingar ou rebolar em exagero. Quanto menos forçado, o andar fica mais elegante.
Não sofra com o “dei um mau jeito ao levantar algo pesado”. A coluna não deve ser a única parte do corpo a aguentar o peso. O certo é abaixar, com a coluna reta, aproveitando a flexão de pernas e braços para ajudar. Ao carregar peso, sempre que possível, use as costas, que têm a musculatura com 40% mais força se comparada a outras partes do corpo. Não à toa que as mochilas são carregadas nas costas. Outra opção é dividir o peso e carregar um tanto em cada braço. Uma referência essencial é a de que a pessoa não deve carregar objetos com mais do que 10% do peso de seu corpo.
Mas, e quando se está grávida? Não exceda seus limites no levantamento de objetos, o corpo já carrega o bebê. Além disso, a grávida perde o umbigo como o centro do corpo e, por isso, precisa buscar sempre a melhor maneira de harmonizar o organismo para movimentar-se. A coluna reta precisa ser mantida. Na hora de dormir, dependendo da idade do feto, a melhor posição é de lado, com o corpo apoiado por diversos travesseiros, colocados no pescoço, nos braços, nas pernas e até na barriga.
Vícios de postura causam dores e podem levar a problemas de saúde. Deitar, andar ou sentar meio torto pode provocar desvios na coluna e carregar peso, uma luxação. Manter corretamente a postura corporal pode evitar danos à coluna vertebral. Acontece que, após os 30 anos, ocorre a degeneração progressiva dos discos da coluna e a má postura acelera este processo. Transtornos como a hérnia de disco podem aparecer. Ao adotar a postura correta, além de proteger os discos da coluna, a pessoa fica mais elegante e até parece mais alta. A boa postura ajuda a fortalecer a musculatura das costas e do abdômen e a manter o esqueleto no devido lugar.
Como se vê, a boa postura não é apenas uma questão estética, sinônimo de elegância; pode ser a diferença entre ter ou não saúde. Se você percebe que não consegue se manter em boa postura, é preciso averiguar as causas e procurar soluções. Pilates e RPG (reeducação postural global) são métodos bastante usados atualmente. Caso perceba qualquer outro problema ou uma dificuldade maior, consulte um médico. Dependendo do caso, cirurgias corretivas podem ser indicadas. Há alternativas médicas que muitos nem imaginam e acabam, sem querer, por beneficiar a beleza, como é o caso de algumas tecnologias e próteses, que até parecem efeitos especiais de cinema.
Na área médica, a ortodontia dá exemplos de tecnologias. Os aparelhos dentários são indicados para casos de irregularidades dentais e faciais, e permitem melhorar a mastigação – o que contribui para o bom funcionamento do aparelho digestivo –, reduzir a dor provocada por arcadas e dentes fora do lugar e outros problemas. Criticados por todos e rejeitados pelos pacientes, os horríveis aparelhos de metal estão praticamente desaparecendo e dando lugar a diferentes materiais. As novidades fazem sucesso entre os pacientes. Crianças adoram os suportes com massinhas coloridas e adultos, mais discretos, preferem uma solução transparente, com alinhadores invisíveis ou massinhas que não chamam a atenção. Hoje, tem criança com inveja do amiguinho que usa aparelho. Uma mudança radical para um tratamento que já gerou muito preconceito! O fato é que o aparelho, ao mesmo tempo que corrige os problemas, vai deixando o rosto mais bonito e o sorriso também. E nada melhor do que passar por um tratamento feliz, sem reclamar da aparência do aparelho.
Ter saúde é sentir-se bem e a beleza faz parte do bem-estar. Acredito que muitos procedimentos ortopédicos propiciem uma grande melhoria estética. Mesmo que o propósito principal, obviamente, não seja este, há tratamentos que deixam as pessoas mais bonitas até porque também contribuem para mudar o humor, não é?
Fabio Ferraz do Amaral Ravaglia (CRM-SP 54.294)
Presidente, desde 2005, do Instituto Ortopedia & Saúde (IOS) – organização não governamental que tem a missão de difundir informações sobre saúde e prevenção a doenças, principalmente aquelas associadas à terceira idade, e que organiza o Projeto Cidadania – Caminhadas com Segurança, evento mensal que incentiva a atividade física e conta com uma feira de saúde aberta à população para a realização de exames gratuitos. www.ortopediaesaude.org.br e www.osso.org.br

 
megaron edecora

TV Bixiga News

TV BIXIGA NEWS

Entrevistas, comerciais, notícias e acontecimentos do bairro...

CLIQUE AQUI PARA ASSISTIR

Fotos Históricas

Última Edição