Coluna de: Dra. Denise Farinelli - CRM-SP: 120636 - Endocrinologia

 1)  O QUE É ESTEATOSE HEPÁTICA?
 A esteatose é uma entidade muito prevalente, estima-se que 20% da população brasileira tenha esteatose. O que é ainda mais alarmante na população obesa, aonde a incidência chega a mais de 60%.
 Por definição é o acúmulo excessivo de ácidos graxos (triglicerídeos) no fígado, que pode ser classificada em alcoólica e não alcoólica esta última e associada principalmente a diabetes tipo 2, hipertensão, deslipidemia e obesidade, devido à resistência insulínica, citocinas inflamatórias circulantes e estresse oxidativo que ocorrem na fisiopatologia destas doenças e levam ao acúmulo de gordura no fígado ou seja excesso de insulina leva ao acumulo de gordura no fígado.
Devemos sempre afastar outras doenças como hepatites virais, hemocromatose, consumo exagerado de bebidas alcoólicas e o uso de algumas medicações. 
2) COMO FAÇO DIAGNÓSTICO DE ESTEATOSE HEPÁTICA?
Através de exames de imagem do fígado como ultrassom ou tomografia de abdome. 
3)QUAIS OS SINTOMAS DA ESTEATOSE?
A maioria dos pacientes são assintomáticos. Os sintomas aparecem quando surgem as complicações da doença. Num primeiro momento, as queixas são dor, cansaço, fraqueza, perda de apetite e aumento do fígado. 
4) QUAIS AS COMPLICAÇÕES DA DOENÇA?
A esteatose hepática pode levar a algumas complicações como fibrose do fígado, cirrose e até hepatocarcinoma. Além disso, pelas doenças metabólicas associadas os pacientes possuem maior risco de doença cardiovascular, como infarto e AVC isquêmico. 
5) QUAL O TRATAMENTO?
O principal tratamento para esteatose hepática é mudança do estilo de vida, composta principalmente de : 
A) Perda de peso, através de dieta pobre em gordura saturada e trans, mas principalmente pobre em carboidratos simples como massas, pães e açúcares que aumentam a secreção de insulina pelo pâncreas.
Alguns tipos de alimentos foram considerados benéficos para esteatose, como o consumo de café, sem açúcar, foi associado a diminuição da esteatose é considerado um fator de proteção para evolução para fibrose. O abacate, castanhas, azeites extra virgem e peixes por conterem uma grande quantidade de Ômega 3 e antioxidantes.          
 As dietas VLCDs (Very Low Calorie Diets) como os métodos Pronokal e DietKal, por serem proteicos, com apenas 10-15% de carboidratos, diminuem a secreção de insulina sendo bastante efetivo em reduzir a gordura no fígado. 
Além disso, atividade física regular, pelo menos 150 minutos / semana de atividade moderada, suspender o consumo de álcool e o tabagismo são medidas que auxiliam na redução da doença.
B) Não existe um tratamento medicamentoso específico, os principais medicamentos utilizados são: para diminuir a resistência insulínica, hipolipemiantes, vitaminas e ômega 3, para perda de peso e probióticos.
 
Rua: Vergueiro 3558 cj 109 – Vila Mariana – SP - CEP: 04102-001  
F:(11): 38531753 / 50823038 -   Whatsapp (11) 94030-1645
 
FESP

TV Bixiga News

TV BIXIGA NEWS

Entrevistas, comerciais, notícias e acontecimentos do bairro...

CLIQUE AQUI PARA ASSISTIR

Fotos Históricas

Última Edição