Coluna de: Dra. Denise Farinelli - CRM-SP: 120636 - Endocrinologia

A vitamina D, diferente das outras exerce papel de hormônio, ela é sintetizada na pele através do estimulo dos raios solares UVB, formando a vitamina D inativa, esta sofrera 2 hidroxilações, uma no fígado e outra nos rins para formar a sua forma ativa, o Calcitriol. A principal ação da vitamina D está relacionada a absorção intestinal do cálcio ingerido na dieta, prevenindo osteopenia e osteoporose, mas atualmente estudos demonstram que sua ações vão muito além da manutenção da massa óssea, ela possui outras ações de extrema importância para o corpo:
1)Sistema Imunológico – Atua no sistema imune inato, que é a primeira linha de defesa do organismo contra infecções, ela aumenta a síntese de defensina beta 2 e catelicidina pelos macrófagos (células de defesa), melhorando a atividade antimicrobiana. Assim reduz infecções urinárias, pulmonares, intestinais e da córnea, além de reduzir doenças autoimunes como doenças degenerativas do sistema nervoso, artrites e Diabetes tipo 1.
2)Microbiota Intestinal – As bactérias da nossa flora intestinal tem ação em diversas doenças, inclusive na obesidade, a vitamina D é associada ao aumento de bactérias “boas”, deixando a flora mais saudável. 
3)Doenças Cardiovasculares - A vitamina D atua na dilatação dos vasos, reduzindo risco de infartos, além de melhorar a hipertensão arterial.
4)Câncer - Estudos demonstram que pode haver um papel protetor da vitamina D no desenvolvimento e evolução do câncer de mama, ovário, próstata e cólon
5)Diabetes – deficiência de vitamina D foi associada a diminuição da secreção de insulina pelo pâncreas e aumento do risco de diabetes tipo 2.
6)Doenças da pele -  eczemas e psoríase são doenças da pele que melhoram com a reposição de vitamina D, ainda há necessidades de mais estudos, mas provavelmente devido sua ação anti-inflamatória e no sistema imune.
Devido os inúmeros benefícios já comprovados e possíveis outros em estudo, é extremamente importante manter os níveis adequados de vitamina D, para isso procure 
seu médico para avaliar seus níveis de vitamina D e verificar se há deficiência e a dose adequada de suplementação. Algumas populações, como idosos e gestantes tem maior propensão a deficiência e devem sem sempre que possível acompanhados e tratados.
  Existem algumas dicas práticas para ajudar a manter os níveis de vitamina D elevados:
1)Exposição solar – Tome sol no começo da manhã ou fim da tarde, por 10-15 minutos, com braços e pernas expostos (sem roupa) e sem filtro solar (ele impede a produção de vitamina D).
2)Dieta : Poucos alimentos contém vitamina D, as principais fontes são peixeis de aguas frias (sardinha, salmão e atum), óleo de bacalhau, cogumelos e caviar. Podemos também fazer uso de alimentos enriquecidos, como leites, iogurtes, biscoitos, que são industrializados com adição da vitamina.
 
FESP

TV Bixiga News

TV BIXIGA NEWS

Entrevistas, comerciais, notícias e acontecimentos do bairro...

CLIQUE AQUI PARA ASSISTIR

Fotos Históricas

Última Edição