OS VILÕES DE SHAKESPEARE

VOLTAR

Tradução e adaptação Geraldo Carneiro
Direção Sergio Módena
Produção Barata Comunicação
Estreia dia 03 de Março no Teatro Eva Herz
Espetáculo premiado do americano Steven Berkoff faz curta temporada em São Paulo, com Marcelo Serrado comemorando 30 anos de carreira.
Um espetáculo com olhar bem humorado, um desfile de personalidades que possuem a natureza do mal, os pecados do teatro e as vaidades dos atores. Marcelo Serrado interpreta um conferencista, uma espécie de palestrante, que reúne e analisa trechos da obra de Shakespeare e ao mesmo tempo vive os personagens. “Estava encenando Rain Man quando o Zé Wilker me apresentou o Shakespeare’s Villains. Tinha um desejo de ser dirigido e de fazer um espetáculo com ele”, conta Marcelo Serrado que protagoniza o espetáculo solo dirigido por Sergio Módena e produzido por Eduardo Barata. O espetáculo recebe patrocínio da Vivo, e do Banco Itaú, através da Lei Rouanet, e a Avianca como transportadora oficial.
O texto estreou em 1998, na Inglaterra, foi encenado pelo próprio Steven e indicado para o prêmio The Society Laurence Olivier Award de Londres, como melhor espetáculo. Em 2000 ganhou o Prêmio americano de Teatro LA Weekly para Solo Performance. 
“É muito interessante pra um ator representar vários vilões. É onde estão os arquétipos, o dissimulado, tirano, vingativo... Essa colcha de retalhos é genial. Shakespeare, através de seus personagens, mostra causa, motivo e justificativa para que possamos compartilhar uma jornada psicológica, no lugar de condenar a maldade”, analisa Serrado. Sobre a temporada em São Paulo, o ator confessa: “Sempre que pensei em ficar em cartaz em SP, quis estar no Teatro Eva Herz, por ser a cara da peça. Um teatro pequeno, com uma excelente trajetória de espetáculos e super apropriado para a montagem dos Vilões. O espetáculo está bem bacana. O público está curtindo muito e temos tudo para agradar o público paulista”. 
Marcelo Serrado completou, em 2017, 30 anos de carreira com 50 trabalhos na televisão, mais de 40 no teatro e 14 no cinema, além de inúmeros prêmios de reconhecimento artístico. Sobre seus novos projetos, Serrado diz: “Agora estou dedicado ao espetáculo e fazendo dois longas: CRÔ 2, com direção de Cininha de Paula, e VOCÊ NÃO SOUBE ME AMAR, direção de Pedro Amorim. Em seguida no mês de junho, emendo com a próxima novela das 20h, de Aguinaldo Silva”
Geraldo Carneiro, imortal da Academia Brasileira de Letras, é o responsável pela versão brasileira: “É um privilégio trabalhar com textos tão maravilhosos, extraídos de personagens marcantes da obra do Shakespeare. Vilões como Ricardo III, Coriolano, Iago, Hamlet, Oberon e outros que não gosto de pronunciar porque acho que não dá sorte”, brinca o poeta e dramaturgo.
O diretor Sérgio Módena relata que “Marcelo Serrado trouxe para nossa montagem sua personalidade irreverente e bem humorada que casa perfeitamente com a proposta de Berkoff. Muitas vezes ele brinca com os personagens. Em outros momentos, mergulha fundo na tragédia. Em minha opinião, as considerações de Berkoff combinadas à dramaturgia de Shakespeare provocam no espectador uma saudável reflexão sobre o atual momento que vivemos no Brasil. Isso porque o texto em sua essência traz algo simples, mas poderoso: alguém que vem contar histórias e que se permite de vez em quando viver os personagens narrados. E essa combinação faz com que o público se sinta convidado a mergulhar em universos de peças que ele provavelmente não conhece. Especialmente o público brasileiro”.
Em Os Vilões de Shakespeare, o escritor inglês, também reconhecido mundialmente por seus trabalhos como ator e diretor, investiga o que torna os vilões tão atraentes para estudantes das artes cênicas e público, examinando e apresentando alguns dos personagens do bardo inglês. “Uma ideia maravilhosa a do Steven. A gente apenas transpôs as reflexões para o contexto do teatro brasileiro” afirma Geraldo Carneiro, que já traduziu 6 peças de Shakespeare e é um apaixonado pelo dramaturgo inglês. “Tenho o meu “SIM” engatilhado para tudo que é relacionado a ele”, finaliza.
Segundo o crítico do Daily Telegraph e do New York Times: "Em Os Vilões de Shakespeare, o autor transforma os personagens mais sutis em caricaturas unidimensionais, grotescas, massacrando o verso com maneirismos. A peça não tem só vilões típicos, personagens como Hamlet e Oberon dificilmente poderiam ser identificados como tal. Mas não para Berkoff, ele vai atrás das cenas de vilania de cada um”.
 
Link de Vídeo https://vimeo.com/chamon/review/199731006/c93939f13b
Senha: Serrado

OS VILÕES DE SHAKESPEARE
TEATRO EVA HERZ (168 lugares)
Livraria Cultura - Conjunto Nacional
Avenida Paulista, 2073 - Bela Vista
Bilheteria: 3170-4059 / www.teatroevaherz.com.br
Terça a sábado, das 14h às 21h. Domingos das 12h às 19h. Formas de Pagamento: Dinheiro / Cartões de débito - Visa Electron e Redeshop / Cartões de crédito - Amex, Visa, Mastercard, Dinners e Hipecard. Não aceita cheque.
Vendas: www.ingressorapido.com.br
 
Sábados às 19h e 21h | Domingo às 18h
 
Ingressos:
 
R$ 80
R$ 30 - *ingressos promocionais, válido para os 34 primeiros espectadores que adquirirem seu ingresso na bilheteria do teatro*
 
Duração: 65 minutos
Recomendação: 12 anos
 
Estreou em 13 de Janeiro de 2017 no Rio de Janeiro
 
Estreia dia 03 de Março de 2018
 
Temporada: até 29 de Abril
 
Ficha Técnica:
Autor: Steven Berkoff
Tradução e adaptação: Geraldo Carneiro
Direção: Sergio Módena
Elenco: Marcelo Serrado
Figurino: Carol Lobato
Iluminação: Paulo Denizot
Trilha Sonora: Marcelo Alonso Neves
Assessoria de Imprensa: Morente Forte
Produção: Barata Comunicação
Realização: Rio MS Produções Artísticas e Barata Comunicação
 
 
 
 
 
 
Mano Pizzaria

TV Bixiga News

TV BIXIGA NEWS

Entrevistas, comerciais, notícias e acontecimentos do bairro...

CLIQUE AQUI PARA ASSISTIR

Fotos Históricas

Última Edição